Dicas de onde comprar em Miami e Orlando

Marshall's

Marshall’s

Natália Costa

E voltando ao Nós Vamos Assim finalmente, né, amores? Estava com saudades de aparecer por aqui. Dessa vez, não vim contar meu look do dia ou sobre o que estou achando das tendências, vim falar um pouco mais sobre uma das minhas maiores paixões: viagens. Sim, queridos, vou começar a contar pra vocês um pouco mais sobre a minha experiência como viajante e sobre alguns locais pelos quais estive. Além, claro, de dar dicas MA-RA-VI-LHO-SAS (uma pessoas modesta, né?) sobre onde comprar, como economizar grana, tudo pra aproveitar sua estadia onde quer que você vá. Então, antes de falar sobre o primeiro destino mais recente que fui, queria solicitar pra vocês que me indiquem também o que gostariam de saber e como poderia ajudar melhor vocês.

Aparentemente, sou uma pessoa sortuda para viagens, ganhei de presente uma viagem para Miami e Orlando no final de agosto, início de setembro, com todas as minhas despesas pagas (hotel, alimentação e passagens). Sim, minha madrinha é um ser iluminado, que devo agradecer a Deus todos os dias pela sua existência. Mas o negócio é o seguinte: tive hotel, comida e passagens, MAAS o dinheiro que eu tinha era muito pouco mesmo assim. Foi uma viagem nenhum um pouco planejada por mim, por isso não tive como fazer aquelas grandes compras, voltando com duas malas de 32kg cada. Fui com uma de 15kg e voltei com a mesma com 29kg. Ao que parece, sou uma garota bem controlada na hora das compras. Então é disso mesmo que vim falar pra vocês, hoje. COMPRAS!

Ai, as compras…preços baratos enlouquecem a qualquer um não é mesmo? Lojas com preços convidativos e artigos diferente e de qualidade são capazes de fazer a gente esquecer os nossos problemas. Esse é o primeiro grande problema que você vai enfrentar na sua primeira ida aos Estados Unidos, principalmente Miami e Orlando, pois são locais com promoções de verdade (não essas coisas daqui do Brasil)! Contudo, com o dólar nas alturas, você começa a ter medo do que vale ou não a pena comprar.

12092015-DSC_0156

As lojas fastfashion Forever 21 e H&M são as minhas queridinhas no quesito compras, pois tem uma variedade imensa, peças que estão na moda e os preços são sempre mais baixos do que os das grandes marcas. Contudo, agora em meio à crise, os valores das etiquetas, apesar de continuarem os mesmos pros americanos pra nós estão mais salgadinhos que antes. Veja bem, as lojas continuam tendo o custo mais barato que as de grandes marcas, mas como podemos encontrar Forever 21 no Brasil agora, não vale TANTO a pena assim (eu acho) em comprar lá fora. O que devemos apostar são nas promoções dos outlets, (sim nas promoções, porque os preços normais não estão compensando) e, claro, nas lojas que vendem as sobras do outlet. Isso mesmo as sobras dos outlets! Pra quem não sabe, os outlets vendem as coleções passadas das grandes marcas e lojas como a Ross, a Marshall’s e TJ Max vendem aquilo que não foi vendido nos outlets. Engana-se quem pensa que serão peças em péssimos estados, ao contrário encontra coisas super boas e com um preço muito menor.

Marshall's

Marshall’s

A Ross foi a que mais fui, tanto em Orlando quando em Miami. Apesar de ela não ser a minha preferida. O slogan da loja é Dress for less (algo como: se vista por menos). Marcas como Calvin Klein, Michael Kors, Tommy Hilfinger, Nike, várias marcas com até 60% de desconto. Ou seja, 60% a mais dos preços do outlet. COMO NÃO AMAR?? O problema: tens que ter tempo pra gastar lá, já que as peças estão todas misturadas. É uma verdadeira caça. Exatamente por isso, sou fã da Marshall’s que divide tudo não só por categoria como também é mais fácil de encontrar os tamanhos, já que as roupas iguais estão na mesma fileira. Mas há quem diga que o peço dela é um pouco mais alto. Para mim vale a pena pagar 2 ou 3 dólares a mais já que eu poupo tempo pra outras coisas.

A TJ Max eu só tive a oportunidade de conhecer rapidamente em Miami Beach, segue o mesmo estilo. Mas de cara a achei mais cara, contudo tem marcas de luxo como a Fendi. A bolsa de 1500 dólares estava saindo por 599 lá. Não é para a minha realidade, então sai correndo, mas bem elegante, fingindo que estava atrasada pra outra coisa.

É bom lembrar que nas três lojas, há roupa tanto pra meninas quanto pra meninos. Mas para os homens a Ross oferece um custo mais baixo e tem muitas opções. Fui acompanhada pelos meus tios na viagem e meu tio comprou blusas de manga comprida pra trabalhar da Calvin Klein por 14 dólares. Na época que fomos o dólares estava a R$3,61. Ou seja, ele pagou R$51,66 pela camisa. Tá super valendo, né?

12092015-DSC_0153

Minha última dica: comprem em Orlando. A taxa de lá é mais barata. Pra quem não sabe os impostos nos Estados Unidos vêm depois da compra, então você não paga o preço da etiqueta, pagas 6,5% a mais em Orlando e 7% em Miami. Essa taxa varia de estado para estado. Por isso, numa viagem aos Estados Unidos, há artigos que não valem a pena você comprar em Nova Iorque, se vais em Orlando antes, já que a taxa de lá é 8,87%. Temos que poupar em tudo, né?

Bom, gente, esse é uma das dicas que tenho pra quem tiver a oportunidade de viajar aos Estados Unidos recentemente. Se vocês quiserem saber mais coisas de lá ou de viagem mesmo, é só botar aqui nos comentários. Além disso, gostaria de saber como eu poderia ajudar vocês a planejar a próxima viagem de vocês.

Espero que vocês tenham gostado e até a próxima!

Gostou das dicas?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s