Jessica Jones e o poder das mulheres

Wagner Cardoso

jessicajones00O machismo e o feminismo estão cada dia mais em debate. Cada vez mais mulheres estão questionando seu papel numa sociedade que é desde a antiguidade machista. A televisão e o cinema são reflexos disso. Na maioria dos filmes e séries, as mulheres são retratadas como meras coadjuvantes pelas quais os protagonistas valentões se apaixonam, princesas delicadas que precisam ser resgatadas e moças cujo maior objetivo da vida é se casar. É claro que há também as mulheres fortes e independentes, mas ela não minoria quando comparadas ao todo.

No que se refere ao mundo dos super-heróis e quadrinhos, essa porcentagem é ainda mais desigual. De todos os heróis que você conhece, quantos são mulheres? Por que quase todos os Vingadores têm filme próprio e a Viúva Negra não? Se sua resposta é porque só menino gosta desse tipo de filme, você está enganado. Cada vez mais meninas se mostram interessadas nesse mundo.

Jessica Jones (interpretada por Krysten Ritter) questiona indiretamente isso. Uma super-heroína contra sua vontade, tanto que nem gosta de ser classificada como uma. Por mais que seja uma série da Marvel e pertença ao mesmo mundo, Jessica Jones tem tom muito mais sombrio e realista que os filmes caricatos de seus “irmãos”. Está muito mais próxima da trilogia Batman do Nolan. Os temas abordados são mais sérios e humanos, por mais que envolvam super poderes.kilgraveA grande sacada da série está em seu vilão, Kilgrave (David Tennant), cujo poder é simplesmente é controlar a mente de qualquer um num determinado raio de distância. Seus alvos preferidos são jovens mulheres. Kilgrave as força a rir para tentar satisfazer seu ego de que elas estão com ele por prazer, não porque são forçadas. Alguma analogia com o mundo real? Os estrupadores não têm o poder de controlar a mente, mas eles se utilizam outro tipo de arma para atingir o mesmo objetivo que o Kilgrave.

Jessica Jones, cujo poder é a força e pular de grandes alturas, foi uma das vítimas dele, mas que conseguiu escapar após um acidente que os envolveu. A história se desenrola quando ela começa a trabalhar como investigadora particular, porém é forçada a voltar a agir como heroína quando percebe que a filha de um casal de clientes está sob o comando de Kilgrave. Inteligentemente, a maioria dos coadjuvantes também são mulheres, tão fortes e determinadas quanto a protagonista, com destaque para Trish, melhor amiga de Jessica e Jeri Hogarth, uma bem-sucedida advogada.jessicajones02A maior falha da série se encontra na falta de carisma de sua protagonista. Devido ao seu passado sangrento e por tentar afastar as pessoas que ama de perto de si, Jessica é quase o tempo todo séria e fria. Contudo isso não compromete a série no geral, tem um roteiro inteligente e bem desenvolvido, personagens interessantes e uma incrível metáfora à crueldade do machismo enraizado na sociedade.

Gostou das dicas?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s