Moda Livre: consumo consciente na palma da mão

Amanda Campelo

DSC_7746.JPG

Quem acompanha o blog sabe que eu tô fazendo o Projeto 47 onde tô tentando criar uma espécie de armário cápsula em que possuo apenas 47 peças entre calças, saias, camisetas e etc. Pois bem, esse foi só o começo para que eu começasse a ter um consumo, principalmente de moda, mais consciente e depois disso comecei a procurar mais e mais ferramentas para melhorar as minhas escolhas. E nesse percurso eu conheci o app “Moda Livre”. Ele é superprático e mapeia pra gente 47 marcas informando se elas possuem ou não envolvimento com trabalho escravo.

Dando aquela checada fiquei bem surpreendida com a C&A que é uma das maiores fast fashion do Brasil. Jurei que a marca tinha algum envolvimento, mesmo que mínimo.  Além da C&A outra surpresa, mas nesse caso negativa, foi com marcas grandes e CARAS como a Colcci, Gregory, Le Lis Blanc, John John, entre outras, que estão entre as piores no combate ao trabalho escravo.

Essa avaliação do app acontece da seguinte forma:

  • VERDE

As marcas que estão com essa marcação apresentam “melhor avaliação”. Isso significa que  elas “demonstram ter mecanismos de acompanhamento sobre a sua cadeia produtiva e possuem histórico favorável em relação ao tem”.

As marcas que se encaixam nessa categoria são: C&A, Carinhoso, Malwee, Malwee Brasileirinhos e Scene.

  • AMARELO

Já as que estão com o pontinho amarelo são as marcas de avaliação  intermediária, ou seja, as que “demonstram ter mecanismos de acompanhamento, mas possuem histórico desfavorável em casos de trabalho escravo e/ou precisam aprimorar seus mecanismos”.

Se enquadram nesse grupo as marcas Americanas, Bobstore, Cori, Crawford, Dzarm.,Ellus, Emme, Herchcovitch, Hering, Luigi Bertolli, Mandi, Marisa, Memove, Pernambucanas, PUC, Renner, Riachuelo, Richards, Salinas, Siberian, VR e Zara.

Aqui veio outra surpresa, pensei que a Zara ia ser a campeão do trabalho escravo, mas ela ficou “só” no grupo intermediário. Um detalhe do app é que quando a gente clica no nome da marca o app abre uma nova janela e dá informações sobre os processos que fizeram com que a marca estivesse com tal avaliação. Entre as da Zara está um acontecimento de 2011 em que os “fiscais do governo apontaram escravidão em três oficinas localizadas em Americana (SP) e na capital paulista que abasteciam a Zara”.

  • VERMELHO

As vilões estão de vermelho e denotam as marcas com pior avaliação. São as franquias que “não demonstram ter mecanismos de acompanhamento e têm histórico favorável em relação ao tema ou não responderam ao questionário”.  Nessa categoria estão marcas com: 775, Bo.Bô, Centauro, Colcci, Collins, Fenomenal, Forum, Gangster, Gregory, Havan, John, John, Leader, Le Lis Blanc, Lilica & Tigor, M. Officer, Talita Kume, Triton, Tufi Duek e Unique Chic.

Ou seja, segundo o app essas são as marcas que seladamente possuem peças produzidas por meio de trabalho escravo e que devemos pesquisar bastante antes de comprar pra confirmar mesmo se elas estão envolvidas com trabalho escravo e nunca pisar em uma delas.

Digo isso porque a gente sabe que ninguém é dono da verdade. Então o mais certo é ver o que o app diz e depois pesquisar bastante também pra saber de onde vem o que estamos comprando. Eu sei que às vezes é  bem difícil seguir tudo a risca, mas quanto antes começarmos, melhor. Assim vamos consumir produtos que valorizem quem produziu e não damos o nosso dinheiro para as empresas que tão 100% nem aí pros direitos humanos.

Combinado?

O app Moda Livre tá disponível pra Android e pra iOS de grátis 😉

P.S.: As fotos do post foram feitas pela Natália Costa. Obrigada, Nat! ❤

Gostou das dicas?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s