Os benefícios da costureira própria

IMG_6727 (2) (Copy)

O sorriso na cara de quem tem roupa sob medida ❤

Pra quem ainda não sabe, a minha mãe a.k.a Dona Edilene é costureira. E essa simples coincidência da vida faz os meus dias mais felizes. Isso porque, sempre que possível a mamãe usa um pouquinho do tempo dela pra fazer as roupas que eu peço. Vocês tem noção do quanto que isso é lindo? E do quanto que eu sou grata a todos os deus por esse presente? Pois é!

O fato de mamãe ser uma costureira de mão cheia (sim, ela é fera demais) me salvou/salva inúmeras vezes. Principalmente quando eu era ainda mais magra (tipo até ano passado) que eu vestia 12/14 anos ou número 34. Tirando a parte das calças jeans, todo o resto mamãe resolvia. Então a maioria das minhas roupas que cabiam de verdade eram feitas por ela.

IMG_6731 (2) (Copy)

Mas a verdade é que isso não mudou muito desde que eu passei a vestir 36/38. E pra minha sorte, mamãe continua fazendo roupinhas bacanudas sempre que eu me apaixono pelos tecidos. Porque é assim que funciona pra mim. Eu raramente compro um tecido já com o modelo da roupa em mente. Na maioria das vezes eu tô pelo comércio, esbarro com uma estampa linda, compro e depois escolho o que vai virar. Claro que isso vira e mexe dá uns problemas pra mamãe já que eu compro 1 metro e quero que ela faça uma peça que necessita de 2,5m hihi Sorry, mãe! Porém isso ocorre raramente. Juro!

Então, dei toda essa volta pra dizer que esse vestido nasceu de uma louca paixão pela estampa desse tecido. Encontrei ele na Tecidolândia do Comércio (que fica na João Alfredo). A vi num dia em que tava sem grana pra levar e uma semana depois voltei com as moedinhas pronta pra arrematar o meu metro. Sorte minha que ainda tinha hehe

Como tô numa vibe de roupinhas confortáveis, pedi pra mamãe fazer esse vestido tipo uma batinha, porque era um modelo ~simples e ia ficar com uma vibe bem bacana pros looks do fim de semana que pedem coisas mais leves.

IMG_6748 (2) (Copy)

Ainda nessa vibe de leveza, conforto e simplicidade, optei por usar essa sandália rasteirinha que eu amo! A história dela é bacana e eu já contei num vídeo de favoritos do mês que saiu no nosso canal do Youtube, mas que vou recontar aqui. Ela é um daqueles amores que você demora pra adquirir, sabe? Quando a vi pela primeira vez na Marisa da Padre Eutíquio tinha a-ca-ba-do de comprar uma outra rasteirinha que eu ainda ia pagar por mais uns 2 meses, no mínimo, então decidi que não poderia comprar esta ainda. Pelo menos não pelo preço que tava (R$69,95). Então eu esperei por alguns meses ela baixar de preço/acabar de pagar a outra para poder comprar. E me dei bem! Acabou que consegui comprá-la na Marisa do Comércio por R$39,90.

IMG_6746 (2) (Copy)

Agora vamo pruma parte do look que eu amo amo amo amo aaaamo! É essa bolsinha que eu comprei na C&A tem pouco mais de um mês. Vocês devem ter percebido que eu uso muito mais as maxi bolsas por motivos de ter que carregar a minha vida dentro delas, né? Mas decidi comprar essa porque eu me apaixonei pela cor dela. Ela tem uma pegada de couro mais velho, como se a bolsa fosse vintage mesmo. Se não fosse por causa disso, eu não teria mesmo dado 90$ nessa bolsa. Ah, ela era 90, mas tava tendo uma “promoção” que dava 20 dinheiros de desconto em compras no cartão C&A e ela acabou saindo por 70$. Quando descobri que teria esse descontinho me senti mais motivada a comprá-la, principalmente porque a cor combina com tudo ❤

Vestido: Mamãe Quem Fez/ Sandália: Marisa/ Bolsa: C&A

Fotografia e edição: Renan Mendes.

Gostou das dicas?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s