João Lemos, 27

IMG_7553copy

Me chamo João Lemos, tenho 27 anos, sou designer e músico. Eu tenho uma banda chamada Molho Negro e é mais a isso que as pessoas me associam, mas em geral eu trabalho muito com música: eu produzi o disco da Sammliz, toco com a Ana Clara, com o Meio Amargo, já toquei no Camarones Orquestra Guitarrística de Natal, também produzo coisas sozinho que eu chamo de Thunderjonez e é isso. Bem, eu basicamente toco rock e tô sempre ao redor de coisas relacionadas a rock, pop, indie…. Mas também trabalho normal de 9h às 18h como a maioria das pessoas.

Em relação as minhas roupas e ao meu jeito de vestir, na verdade eu costumo sempre usar o mais básico possível. Hoje eu ainda tô até um pouco enfeitado, mas geralmente as minhas roupas são basicamente em tons de preto, branco ou cinza. Acho que tenho duas camisas vermelhas e uma amarela que eu ganhei, mas que raramente uso.

Acabo pensando muito em palco e em como me anular nele. Eu tento ser muito mais uma silhueta do que ter uma estampa ou ter um negócio assim mais chamativo. Não acho que tenho uma figura muito interessante pra usar uma estampa maneira no palco. Eu tento ficar o mais neutro possível.

IMG_7564copy

Uso bastante algumas marcas que eu acabo consumindo porque são de amigos que tem banda e fazem roupas com frases de música ou então com alguma palhaçada que eu acho engraçada. Acaba que 90% do tempo eu vou tá usando uma camisa preta ou uma camisa branca com uma calça preta (que eu devo ter duas ou três) com um sapato preto e acabou. Mas se eu for usar alguma camisa com estampa vai ser com alguma frase, referência a algum filme, ou alguma coisa ligada a esse universo.

E pra essa combinação da foto eu fiquei super preocupado, porque eu queria “ser fashion” haha Não, tô brincando! Na verdade eu tenho 3 sapatos e eu fico fazendo meio que um rodízio. Aí eu falei “hoje é o dia desse, porque ele é meio uau”. Eu ganhei ele da minha namorada. A calça eu tenho essa e mais outra. Ela tá com o bolso rasgado que parece fashion, mas que na verdade foi uma queda que eu levei. Essa camisa é nova e é da Sound & Vision.

IMG_7561copy

Então basicamente se você vier aqui no meu trabalho numa terça-feira pruma reunião com a ~galera da Ascom~ eu vou tá vestido assim. Sabe o guarda-roupa da Mônica? É bem assim! Parece fashion, mas é um medo, então faço um esquema de segurança. Tipo “isso aqui funciona?” “então vou usar essa combinação pra sempre!”.

E as tatuagens? Em relação as minhas tatuagens, elas não têm um significado, por mais frustante que isso possa parecer pra quem pergunta sobre. Geralmente são de tatuadores que eu acho legais e que são amigos meus que também têm bandas. A maioria dos desenhos eu geralmente não sei o que eu vou fazer até chegar lá. Não olho ou levo uma referência, porque eu não gosto. Como eu trabalho com design e direção de arte sei que quando o cara me pede um pôster ou uma ilustração eu gosto de poder fazer e apresentar pra ele uma ideia sobre o conceito, a tatuagem vai nesse esquema. Se eu gosto do traço do cara, então eu tenho que confiar minimamente no que ele tá propondo. Então elas não têm um significado definido, é apenas um desenho legal, tipo um adesivo que você prega na parede do quarto. Por mais profana que essa metáfora seja.

IMG_7555copy2

Fotografia: Renan Mendes/ Edição: Amanda Campelo

Gostou das dicas?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s