Kadú Alvorada, 18

Fotografia: Iury Vicenzo.

Fotografia: Iury Vicenzo.

Meu nome é Kadú Alvorada, tenho 18 anos e sou closeira. Eu não gosto de ficar em casa, então qualquer coisa que eu possa tá fazendo na rua – cercado dos meus amigos ou até mesmo sozinho – é o que me deixa bem. Fazia Jornalismo, mas decidi largar a faculdade e agora quero cursar História. Hoje faço parte de um coletivo chamado Coletivo de Juventude Negra do CEDENPA e pra mim o empoderamento estético do negro se resume em autoestima. A gente já passou por tanta coisa ruim, sempre somos vistos como uma coisa ruim na sociedade. Acho que a gente tem que quebrar os padrões e criar tendências dentro da gente mesmo, principalmente porque eu ainda não me sinto representado pela Moda atual. EU como homem gay negro não me sinto representado por um branco, de pólo na passarela e que não tem nada a ver comigo e nem com a maioria da população do Brasil. Pra mim representatividade e aceitação é uma via de mão dupla, porque tu tens que se sentir representado pra tu poderes te aceitar. Mas tu tens que te aceitar pra representar alguma coisa. Enfim, tem que representar, ser feliz, dar close…é isso.

Eu acho que a partir do momento em que eu me entendi como negro eu comecei a me aceitar mais. Porque me aceitar fez com que eu percebesse que naturalmente a gente chama atenção por ser negro, então porque não usar o que tu queres sem medo? Acho que foi a partir do momento que eu parti desse pressuposto de que eu tenho que me sentir bem, independente de padrão e do que as pessoas vão pensar de mim. Penso que tenho que estar sempre de bem comigo e usar o que eu quero usar.

Fotografia: Iury Vicenzo.

Fotografia: Iury Vicenzo.

No começo do ano eu tava numa vibe de estampas, porque ainda tava na fase de humanas. Depois que comecei a assistir The Get Down eu falei “mana, eu amo os anos 70” e desde então eu só tô nos anos 70. É legal que o meu corte de cabelo favorece bastante usar looks nesse estilo anos 70/80, então é onde eu mais me sinto bem. Outra coisa que eu também levo em conta na hora de montar as minhas combinações é como as cores ficam na minha pele. Adoro vermelho, amarelo e azul, porque acho que essas cores ficam muito maravilhosas em mim.

Esse meu look da foto foi nessa vibe de cores e anos 70, ele custou ao todo uns 70 reais.O colete foi R$3, o tênis foi uns R$6/7 (ambos comprados no Brechó Stylus, do Veropa); a camiseta foi R$5 e calça foi uns R$10, as peças são da Riachuelo, mas também comprei em Brechó. A mochila é o item mais caro desse look, porque ela é nova e eu comprei por R$40 na 25 de Março.

Gostou das dicas?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s