Davi Azevedo, 22

Sou Davi Azevedo, tenho 22 anos e sou bacharel em Direito. Atualmente eu trabalho organizando eventos de moda, gastronomia. Eu tenho uma marca de acessórios que é a Loboho e há bastante tempo já essa marca existe. Ela começou quando eu precisei sair do trabalho para começar a estagiar na minha área para terminar o meu curso, foi quando a gente pensou em profissionalizar a marca e entrar nesse ramo de eventos, participando com a marca e fazendo ela crescer.

A gente começou a participar dos eventos e a gente percebeu que daria para fazer atividades do gênero, porque em Belém não tinha nada que fosse voltado para economia criativa e marcas autorais. Foi quando a gente teve a ideia de criar  o Mercado Autoral Belém, que é com marcas autorais, gastronomia, artesanato e arte daqui de  Belém. Junto com os contatos que a gente tinha, a gente criou o Ver-o-Bazar Belém, com marcas autorais e com os bazares desapegos.

A gente percebeu que começou a dar super certo e foi crescendo, crescendo, e meio que sem querer fui me inserindo no meio da moda de Belém, conhecendo várias pessoas, várias marcas incríveis e fui me apaixonando por esse cenário de moda autoral de coisas diferentes, conheci a Retro Chic que cria as peças de uma forma única e vi que é muito legal esse modo de vestir e modo de chegar ao cliente porque em Belém, as pessoas gostam muito desse lado de autoral, produções daqui, mas ainda falta expandir esse comércio, inserir no pensamento das pessoas que tem muita coisa boa aqui.

Hoje em dia, eu prefiro comprar uma camisa da Retro Chic do que ir na Renner, que faz uma camisa do tipo parecido, porém em larga escala. Eu prefiro valorizar o produtor da cidade que surge com a ideia de criar o seu produto e expandir o seu negócio, do que valorizar lojas de departamento. E às vezes o preço é até mais barato, mesmo que o produtor esteja começando agora e tem o sonho de fazer crescer o seu negócio, a sua marca autoral. Por fazer o evento, eu conheci uma cartela enorme de marcas e produtos incríveis que eu nunca tinha nem pensado na proposta. O mercado de marcas autorais tá crescendo muito em Belém e é incrível! A gente percebe que as marcas inserem muito a cultura da cidade em seus produtos, e tá crescendo bastante, as pessoas estão aceitando cada vez mais esse tipo de comércio.

Blusa: Retro Chic/ Calça: Renner/ Sapato Zugs

Fotografia: Antonio Macêdo

Gostou das dicas?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s